Pilates e Hipertrofia de mão dada

Pilates ajuda a ganhar massa muscular
Junta-te à conversa

Será possível que o pilates te ajude a ganhar massa muscular?

Quando alguém vai para um ginásio com o objetivo de aumentar a massa muscular e de ter grandes ganhos de força, a maioria das pessoas pensa somente em praticar musculação.

Mas, o que é afinal o aumento da massa muscular?

O músculo quando submetido a contrações submáximas promove a síntese proteica, o que leva ao aumento do volume muscular o qual designamos então de hipertrofia.

O que é então o Método Pilates acima referido?

O Pilates assenta em sete princípios base:

Concentração – o movimento é sempre realizado de forma consciente;

Respiração – efetuada ao nível do peito, em que inspirar e expirar é uma ação realizada de forma descontraída enquanto se mantém a contração dos músculos que se estão a trabalhar;

Controlo – os exercícios são executados lentamente e de forma controlada;

Centralização/Estabilização do tronco – este principio diz-nos que tudo se inicia do centro, o foco é fortalecer o centro do corpo;

Precisão – que remete para a execução eficaz dos movimentos, de forma exata ao que é proposto;

Fluidez – depende de todos os fatores anteriores, pois só assim é possível o corpo estar em constante desafio, tanto na fase concêntrica como na fase excêntrica dos exercícios;

Rotina – a repetição dos movimentos.

Todos estes princípios funcionam como uma base que permitem que o teu corpo se prepare não só para a musculação como para qualquer outra atividade.

No método Pilates, uma das características mais relevantes é a realização de padrões motores em amplitude máxima, uma questão importantíssima durante os treinos de musculação. A amplitude influencia a capacidade de suportar a tensão muscular, se a amplitude for maior o musculo está mais tempo sobre tensão e vai produzir mais força, o que torna também importante trabalhar a flexibilidade. O que verificamos normalmente é o contrário é pessoas a fazerem exercícios com pouca amplitude e com grandes cargas, aí sim as cargas são maiores, mas a produção de força é menor e a saúde dos teus músculos e articulações não será a melhor. Acontece também um equilíbrio neuromuscular, músculos mais fortes, flexíveis e jovens, sem causar lesão muscular.

Entre os benefícios do Pilates para o treino de hipertrofia, segundo a lieteratura, podem ser destacados:

Aumento da força, tonicidade e controlo muscular;

Diminuição das tensões musculares;

Melhoria da postura;

Ensina a respirar melhor;

Aumento da concentração, coordenação e equilíbrio;

Prepara o corpo para qualquer outra atividade!

Em resumo, o método de Pilates pode e deve ser combinado com a prática de hipertrofia, pois permite um crescimento harmonioso, pode ser utilizado tanto na reabilitação como, e principalmente, na prevenção de lesões musculares, estimulação da força, aumento da flexibilidade muscular e estabilidade articular.

Treina com saúde!

 

Ate à próxima!
Ana Ribeiro
Personal Trainer, ONE WAY

 

Referências

1 Panelli, C., & De Marco, A. (2006). Método Pilates de condicionamento do corpo: um programa para toda a vida. Phorte Editora LTDA.

2 Pinto, R. S., Gomes, N., Radaelli, R., Botton, C. E., Brown, L. E., & Bottaro, M. (2012). Effect of range of motion on muscle strength and thickness. The Journal of Strength & Conditioning Research, 26(8), 2140-2145.

Os comentários estão fechados